Walkyria Santos não consegue ir ao sepultamento do filho de 16 anos

A cantora de forró Walkyria Santos, 43, não conseguiu comparecer ao sepultamento de seu filho Lucas, realizado no cemitério Vila Flor, em Macaíba, Natal, na manhã desta quarta-feira (4). A informação foi confirmada pela assessoria da artista ao jornal Folha de S.Paulo.

Santos não se sente bem, e segundo seu noivo, Vittor Melo, disse ao site Quem, a cantora “está péssima”. Lucas tinha 16 anos e foi encontrado morto em casa na tarde desta terça-feira (3). Em seu Instagram, a artista explicou o que motivou a morte do jovem, além de falar sobre sua enorme tristeza.

“Hoje é dia 3 de agosto de 2021, eu perdi meu filho”, iniciou. “Uma dor que só quem sente vai entender e isso é sobre o último post que eu havia feito. Nos comentários, como vocês já estão vendo, tem alguns vídeos dele”, disse a cantora, contando sobre um conteúdo que Lucas havia postado no TikTok, a que ela se referiu como “uma brincadeira de adolescente com os amigos”.

“Ele pensou que as pessoas achariam engraçado, mas não foi isso que aconteceu. Como sempre, destilaram ódio na Internet, deixando comentários maldosos”, criticou. “Meu filho acabou tirando a vida. Estou desolada, acabada, sem chão, mas estou aqui como uma mãe pedindo para que vocês vigiem, para que fiquem alertas.”

Ainda segundo informações do site, o vídeo de Lucas foi alvo de comentários homofóbicos no TikTok. No registro, o adolescente aparecia ao lado de um amigo e ambos faziam uma brincadeira famosa, onde simulam que vão se beijar, mas não chega a acontecer de fato.

A artista é mãe também de Bruno, 20, e Maria Flor, 10. Em seu Instagram, Santos publicou uma sequência de fotos e vídeos de seu filho do meio e prometeu conscientizar sobre os cuidados que são necessários na Internet.

“Lembrarei de você meu anjo com essa alegria que você tinha… Estarei aqui levantando essa bandeira e, com todas as minhas forças, juntos iremos acabar com essa ‘Internet doente’. Te amo para todo o sempre. Papai do céu escute meu clamor e cuide dele ate chegar a minha a hora e vê-lo novamente”, escreveu na legenda.

Nas redes sociais, famosos lamentaram a morte de Lucas. Juliette Freire, 31 afirmou em seu Twitter que as críticas que Lucas recebeu em seu vídeo foram “desumanas”. “Vocês imaginam a dor de perder um filho pela irresponsabilidade/maldade de alguém?”, escreveu a advogada e maquiadora.

MC Rebecca, 23, publicou também uma mensagem de força para a cantora. “Até quando vamos ter que perder vidas por conta da parte tóxica da Internet? Parem! Estamos perdendo vidas importantes”, escreveu em seu Twitter.

O cantor Wesley Safadão, 32, apontou que a impunidade na Internet “causa graves danos à sociedade, destruindo muitas famílias”. “Walkyria que Jesus conforte seu coração e te dê forças para continuar!”, completou o artista em seu Twitter.

A cantora e modelo Gretchen, 62, compartilhou o vídeo publicado pela cantora e também publicou um vídeo afirmando que comentários maldosos “não são apenas uma brincadeira”. “O que se posta afeta a vida das pessoas. As palavras têm poder para o bem e para o mal”, escreveu.

“A Internet, quando usada para o mal, por grupos de verdadeiros criminosos, pode até matar”, completou a cantora. “Infelizmente, esse foi o destino do filho da minha amiga amada Walkyria Santos”. A apresentadora Rafa Brites pediu por leis mais rígidas para punir este tipo de atitude na Internet.

“Tecnologia para isso eu sei que existe. Precisamos de leis! Então eu pergunto? Estão esperando o quê? Ser a vez dos seus filhos para tomarem uma atitude?”, escreveu na legenda. A ex-BBB e ex-No Limite Elana Valenária também se manifestou em seu Twitter.

“Recado aos haters, seus comentários maldosos/criminosos não irão aliviar suas frustrações. Mas podem arruinar profissões e destruir vidas”, escreveu. “Como aconteceu hoje. O que custa respeitar o outro? Se você não gosta, não siga, passe reto e ignore!”.

 

*Folhapress




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *