Sessão da Câmara de Juazeiro é marcada por pronunciamento sobre concurso público

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte dessa terça-feira, dia 3 de março, foi marcada pelo pronunciamento da represente dos aprovados no concurso público Jaqueline Gonçalves Dantas. Ela foi até a Casa Legislativa, após o convite do vereador Tarso Magno (PRP) pedir apoio aos vereadores.

A solicitação dela e dos demais aprovados no concurso é que a municipalidade faça a efetivação e homologação do concurso. De acordo com Jaqueline, ações do grupo de aprovados, junto ao Ministério Público, fizeram com que lista fosse modificada já que na lista apresentada antes havia erros.

Ela pede ainda respeito aos aprovados e que seja feito o cronograma dos Agentes de Trânsito e da Guarda Municipal. Eles ainda devem passar por teste físico e exame médico.

Tarso Magno destacou que o concurso só foi realizado por conta do Ministério Público que entrou com uma Ação Civil Pública para que o certame fosse realizado. O parlamentar garantiu total apoio aos aprovados e afirmou que fica a disposição deles para lutar pelos direitos.

Já Demontier Agra, destaca a luta dos aprovados e afirma que é preciso uma mobilização maior para sensibilizar o Poder Executivo. O parlamentar classificou a gestão como “sensibilidade zero” e que é preciso se manifestar para resolver a homologação do certame.

Agra ainda diz que o Cetrede, responsável pelo concurso, tem uma “banca fraca” e que na próxima quinta-feira, dia 5, outra pessoa vai usar a Tribuna da Câmara para falar novamente sobre o concurso.

Zé Barreto (PPS) afirma que a Prefeitura de Juazeiro e a Cetrede não tratam o concurso com licitude.  Gledson Bezerra (PMN) também afirma que a banca não tinha condições de realizar o concurso e as falhas apresentadas ao longo do certame comprovam isso. “Tá na cara que esse concurso foi feito para ser anulado”, revela Gledson. Ele disse ainda que se os aprovados não pressionarem o concurso não será homologado.

Jacqueline Gouveia (PRB) relatou que pede e cobra a municipalidade informações sobre o concurso, mas não recebe respostas. Ela garante que vai continuar pressionando a gestão por informações.

No final da fala dos vereadores, Jaqueline agradeceu o apoio e pede mais uma vez que o concurso seja homologado.

 

*ASCOM (FOTO: JOSIMAR SEGUNDO )




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *