Presidente da Universal Music Brasil é acusado de internar esposa à força

A professora e escritora Helena Tavares de Souza Lima registrou ocorrência contra seu marido, o executivo Paulo Lima, presidente da Universal Music Brasil, o acusando de tê-la mantido em “cárcere privado” por não se conformar com o pedido de separação. Helena ficou internada contra sua vontade em uma clínica psiquiátrica durante três semanas.

Um inquérito foi instaurado e agora o relatório final está prestes a ser encaminhado ao Ministério Público do Rio. Se a denúncia for aceita, Lima, detentor de uma das canetas mais influentes do mundo da música, se tornará réu no processo que determinará se cometeu violência contra a própria mulher ao interná-la.

No inquérito, de acordo com reportagem da Veja, mais de dez pessoas prestaram depoimento e cinco especialistas, entre médicos e psicólogos, enviaram laudos sobre o estado de saúde de Helena, a grande maioria atestando que ela nunca sofreu de distúrbios mentais.

Lima, por sua vez, afirma que percebeu “mudanças comportamentais” em Helena, entre as quais “cheiro de bebida” e decisões contraditórias na época em que ela pediu a separação e que, quando o corpo médico da clínica recomendou que permanecesse lá, achou que era o melhor a fazer.

 

*Revista Fórum




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *