No aniversário de 102 anos, Fortaleza vence o Palmeiras e sobe para sétimo

O Fortaleza comemorou seu aniversário de 102 anos em grande estilo neste domingo. Sem todos os titulares à disposição, o Leão contou com dois gols do atacante David para vencer o Palmeiras por 2 a 0, no Castelão, e chegar a dez jogos de invencibilidade – oito no Brasileirão, um na Copa do Brasil e um no Campeonato Cearense). Foi a quarta derrota consecutiva do Verdão.

O resultado coloca o Fortaleza na sétima colocação, com 24 pontos, apenas três abaixo do G-4. O bom momento acontece em um período decisivo da temporada: o time faz a final do Campeonato Cearense, contra o Ceará, quarta-feira, às 21h30, no Castelão. No domingo, encara o São Paulo, às 20h30, no Morumbi, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

A quarta derrota consecutiva, agora sob o comando do técnico interino Andrey Lopes, faz o Palmeiras se afastar ainda mais da briga pelo título nacional. O Verdão caiu para o oitavo, com 22 pontos, 12 atrás de Inter e Flamengo. A equipe recebe o Tigre-ARG, quarta-feira, às 21h30, no Allianz Parque, pela fase de grupos da Copa Libertadores. Pelo Brasileirão, enfrenta o Atlético-GO, domingo, às 16h, em Goiânia.

E o novo técnico?

A diretoria do Palmeiras viaja nesta segunda-feira ao Equador para tentar fechar com Miguel Ángel Ramírez, do Independiente del Valle. O clube está confiante na negociação, mas o acordo ainda não está firmado. O treinador espanhol se encontrará com o diretor de futebol Anderson Barros e o vice-presidente Paulo Buosi.

Miguel Ángel Ramírez, técnico do Independiente del Valle

Miguel Ángel Ramírez, técnico do Independiente del Valle (Foto: Luis Vera/Getty Images)

O Fortaleza ficou com a bola no início da partida diante de um Palmeiras bastante cauteloso e lento. A primeira chance do Leão apareceu aos nove minutos. Osvaldo recebeu na área após boa jogada de Yuri César e bateu forte. Weverton fez grande defesa. O Palmeiras respondeu aos 18. Gómez cabeceou depois de escanteio, e Raphael Veiga desviou, também de cabeça, na pequena área. Max salvou. O goleiro voltou a aparecer com ótima intervenção aos 29. Viña cruzou rasteiro para Raphael Veiga bater forte, e Max espalmou. Quando o Verdão crescia no jogo, o Leão abriu o placar aos 33. David aproveitou toque de Ronald para o meio da área e mandou para o gol. A arbitragem chegou a anular por impedimento, mas, com o auxílio do VAR, confirmou a vantagem cearense. E ainda deu tempo de ampliar, aos 40. Mayke tentou cortar um cruzamento e carimbou o travessão. No rebote, David finalizou na área e marcou o segundo dele.

O Palmeiras ganhou velocidade na etapa final com as entradas de Willian (Patrick de Paula) e Wesley (Mayke), mas foi pouco. A primeira boa chance veio do Fortaleza. Tinga, aos dez, recebeu de Ronald na área e bateu por cima. Apático, o Verdão em nenhum momento mostrou ter força para reagir. Tanto que sequer criou chances para descontar o placar. Com o Fortaleza mais atrás, os palmeirenses não encontraram espaços. O Leão ainda assustou, aos 30, em cabeceio por cima de Yuri César. Antes do fim, Gustavo Gómez ainda foi expulso, se exaltou com o árbitro Marcelo de Lima Henrique e precisou ser contido pelos companheiros.

 

*Gazeta Esportiva

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *