Morre mulher que teve o corpo incendiado pelo ex

Vera Lúcia Coutinho, de 48 anos, que teve o corpo incendiado pelo ex-namorado no domingo, 19, na rua Antônio Constantino, no Jardim Guanabara, morreu na madrugada desta quarta-feira, 22, na Santa Casa de Franca.

Segundo informações da Polícia Militar, Vera estava dentro do carro, um Fiesta, quando José Vitório, de 32 anos, mais conhecido como “baianinho”, ateou fogo na ex-namorada por não aceitar o fim do relacionamento. “As pessoas ficaram apavoradas, e de forma precipitada, até jogaram água na vítima” disse o sargento Wellington Gonçalves, da Polícia Militar, que atendeu a ocorrência.

Após o crime, ele deixou uma bicicleta motorizada e uma bolsa com uma faca no meio da rua, entrou em uma mata que fica nos fundos do bairro e fugiu sentido a rodovia Cândido Portinari. Um sobrinho da vítima, com ajuda de populares, tentou segurar o autor do crime, mas ele escapou. “Ele sacou uma faquinha para acertar o sobrinho da Vera”, disse Elias Vicente Elias, vizinho da vítima.

Vera foi levada por uma equipe de resgate até a Santa Casa, onde ficou sedada aguardando vaga no hospital de queimados em Bauru, mas não resistiu. “Eu estava próximo ao local, ouvi os gritos, as pessoas colocaram um cobertor no corpo dela para abafar o fogo” explicou Vicente.

Segundo o irmão da vítima, o relacionamento terminou porque Vitório bebia muito. “Ela namorou com ele por cerca de 12 anos, ele não aceitou o fim do relacionamento e provocou essa tragédia. Eles terminaram o namoro há dois anos. É difícil, eu ajudei ele, para depois ele fazer isso”, disse José Carlos Coutinho em entrevista a reportagem da Difusora AM.

“Baianinho” chegou a trabalhar e morar em um lava-jato, que pertence ao irmão da vítima, localizado no Jardim Guanabara. Quem tiver informações sobre o assassino pode ligar para a Polícia Militar no 190.

O corpo da vítima foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal). Vera será velada a partir das 11h na sala 7 do São Vicente de Paulo no Centro de Franca. O enterro está previsto para às 16h no Cemitério Santo Agostinho.

O caso está sendo investigado pelos agentes do 2º Distrito Policial.

 

*Metrópoles




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *