Médico de Maradona vai depor após suspeitas de homicídio involuntário

O advogado de Leopoldo Luque, anunciou, esta segunda-feira, que o médico de Diego Armando Maradona irá depor voluntariamente em tribunal no sequência da investigação aberta por suspeitas de homicídio involuntário.

Em declarações prestadas aos jornalistas e reproduzidas pelo jornal argentino La Nacion, Julio Rivas informou que o seu cliente “está fazendo o luto de ter perdido um amigo”, e reforçou que este “não dirigia o tratamento médico” de El Pibe.

“Maradonaera uma pessoa consciente do que fazia. Um psiquiatra assinou-lhe a alta, estava em condições de decidir. O Luqueera seu amigo e é neurocirurgião. Estão à procura de algo por uma questão que pertence a Maradona”, disparou.

O advogado acrescentou, ainda, que Leopoldo Luque”não estava todos os dias com Maradona”, e insistiu que o médico nada teve a ver com a morte do ex-jogador, uma vez que “o coração estava mal há 20 anos”.

 

*Folhapress




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *