Homem é preso suspeito de ter provocado incêndio que matou filhos em SP

Três irmãos morreram carbonizados, na madrugada de quarta-feira, num incêndio que destruiu a casa onde viviam com um dos pais, em Poá, Brasil.

De acordo com o G1, o pai, Ricardo Vieira, que tomava conta das crianças no momento em que surgiu o fogo, também estava em casa, mas saiu ileso. Devido a “inconsistências” nas versões apresentadas pelo mesmo, acabou preso.

A publicação revelou que Ricardo adotou as três crianças juntamente com o marido, de quem se divorciou recentemente. Na quarta-feira, era ele quem tomava conta dos filhos. Durante a madrugada, o homem dirigiu-se à delegacia mais próxima, pedindo ajuda, alegando que a sua casa estava em chamas com os filhos no interior.

Quando as autoridades chegaram ao local, a porta do quarto estava trancada e toda a divisão já tinha pegado fogo.

Os corpos de Fernanda, de 14 anos, Gabriel, de 9, e Lorenzo, de 2, foram encontrados posteriormente, no quarto, carbonizados.

Em depoimento, o pai contou que acordou com o quarto dos filhos em chamas. Ainda tentou abrir a porta, mas não conseguiu. O homem garantiu que quebrou janela do quarto, chamou pelos filhos, mas eles não responderam.

Contudo, uma vizinha disse às autoridades que ouviu as crianças a pedirem socorro e, inclusive, uma a gritar pelo pai.

Ao saberem da detenção de Ricardo, a família garantiu às autoridades e à comunicação social que as crianças eram muito bem tratadas por ambos os pais.

O ex-parceiro de Ricardo Vieira não estava no local e ainda não comentou o caso.

 

*Folhapress




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *