Ex-ministro é acusado de receber propina em esquema de Cabral

O operador financeiro da organização criminosa comandada pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB), Carlos Miranda, acusou o deputado e ex-ministro do Meio Ambiente de Lula, Carlos Minc, de receber propina no esquema organizado por Cabral.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do Globo, Minc que também foi secretário do Meio Ambiente de Cabral, é acusado de receber propinas diretamente pagas a ele pela Queiroz Galvão.

Durante seu depoimento, Miranda afirmou que Minc e Marielle Ramos, ex-diretora do BNDES, ‘receberam R$ 300 mil’ em propinas. O delator também afirmou desconhecer o ‘quanto ficou para cada um’.

Os pagamentos seriam ’em razão de obra no Canal do Cunha’. Ainda de acordo com Carlos Miranda, o dinheiro pago a Minc e Marielle foi ‘posteriormente abatido do valor devido pela Queiroz Galvão a Cabral’.

 

*Notícias ao Minuto




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *