Com time misto e estreias de Cueva e Éverson, Santos bate Mirassol no último minuto

O Santos venceu o Mirassol por 1 a 0, na tarde deste sábado, no Pacaembu, pela sexta rodada do Paulistão. O gol foi marcado nos acréscimos por Jean Mota, o quinto dele na temporada – o meia é o artilheiro do time em 2019. O jogo marcou as estreias do goleiro Éverson e do meia Cueva e também uma série incrível de gols perdidos pelo Santos, o mais claro com Soteldo, que conseguiu perder um gol na pequena área e sem goleiro (veja abaixo). O Santos segue com a melhor campanha do Paulistão, como líder do Grupo A agora com 15 pontos, enquanto o Mirassol é o lanterna do Grupo C com cinco.

Seis titulares começaram no banco de reservas: Vanderlei, Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Alison, Carlos Sánchez e Derlis González. A ideia do técnico Jorge Sampaoli era poupá-los para a estreia na Copa Sul-Americana, terça-feira, contra o River Plate do Uruguai, em Montevidéu. Mas ele teve um problema com cinco minutos de jogo: Luiz Felipe sentiu uma lesão muscular e precisou ser substituído por Gustavo Henrique. No segundo tempo, entraram Derlis González e Carlos Sánchez nos lugares de Sasha e Cueva. CLIQUE AQUI e veja as notas dos jogadores.

Com Cueva centralizado como armador e Sasha, Soteldo e Jean Mota se movimentando no ataque, o Santos começou a mil, criando boas chances. A melhor foi com Pituca, logo no segundo minuto de jogo. Com o tempo, porém, o Mirassol foi amarrando o jogo, esfriando o ímpeto santista. Em vários momentos o Santos optou por uma bola alçada na área, o que obviamente não era a melhor escolha, dada a baixa estatura de seus jogadores – o mais alto do ataque era Sasha, com 1,73m.

O Santos voltou melhor na etapa final e desperdiçou de cara duas boas chances com Jean Mota e Cueva. Sampaoli, então, chamou Derlis González, melhor atacante do Santos na temporada até o momento. Ele entrou no lugar de Eduardo Sasha e deu ainda mais mobilidade ao setor ofensivo do Peixe. O problema é que o Santos continuou perdendo gols feitos. Aos 20, a chance mais clara: Soteldo, sozinho na pequena área, com goleiro batido, conseguiu chutar para fora. Só nos acréscimos, já no último minuto, Jean Mota marcou, aproveitando chance criada por Derlis González.

 

*Gazeta Esportiva




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *