Chapa “Ousar e Lutar” é a única nas eleições do Sindjorce

Nos dias 16, 17 e 18 de julho, os jornalistas cearenses vão às urnas para a escolha dos seus quadros diretivos para o triênio 2019-2022. A eleição é dupla, para renovação da direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Ceará (Sindjorce) e também para a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

Tanto na eleição local como na nacional haverá apenas uma única chapa. No Ceará, o coletivo “Ousar e Lutar: Sindjorce de Todes”, tem como candidato a presidente o jovem jornalista Rafael Mesquita. Para a Federação, a Chapa “Audálio Dantas: Fenaj em defesa dos jornalistas, do jornalismo e da democracia” é liderada por Maria José Braga, profissional de Goiás, que busca a reeleição.

De acordo com Rafael Mesquita, que trabalha como assessor de imprensa da Federação dos Servidores Municipais do Ceará (Fetamce), o principal desafio das novas gestões do Sindicato e da Fenaj será enfrentar o avanço da retirada de direitos sociais e trabalhistas, assim como as constantes ameaças às liberdades de expressão e de imprensa e ao estado democrático de direito. “A sociedade brasileira nunca precisou tanto do jornalismo e não há jornalismo sem jornalistas. Não há imprensa livre sem profissionais independentes, valorizados e bem remunerados. Para vencer a epidemia da desinformação, batizada de Fake News, o remédio é mais jornalismo, sempre calcado na ética, na precisão e no interesse público”, defende o candidato.

Mas as propostas da chapa “Ousar e Lutar” também dimensionam as transformações por que passa a profissão. Entre as novidades, o grupo pretende dar continuidade à criação da Cooperativa dos Jornalistas do Ceará, assim como criar projetos de apoio aos jovens profissionais, com o PAI (Programa de Apoio ao Jornalista Iniciante) e a oferta de consultoria para desenvolvimento de startups de comunicação, no chamado Centro de Apoio ao Jornalista, que contará ainda com atendimento psicológico. A formação complementar será outra braço forte da futura gestão, com a ampliação dos cursos, oficinas e workshops do Programa de Qualificação e Aperfeiçoamento Profissional (Sindjorce Qualifica) e a oferta de cursos de extensão e de pós-graduação com a criação do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJORCE).

“Com tudo isso, queremos fortalecer a organização sindical dos jornalistas, a consciência de classe da categoria e unir cada vez os profissionais para juntos escrevermos um novo capítulo da história do jornalismo cearense. Por isso que trazemos no nosso slogan esse chamado de que são tempos de ousar e de lutar, de que são tempos de cada vez mais fazermos um Sindjorce de todes. E é todes mesmo, no sentido mais plural e inclusivo da palavra”.

Conheça a composição da Chapa “Ousar e Lutar: Sindjorce de Todes”:

Diretoria Executiva

Presidente: Rafael Mesquita

Secretária Geral: Luizete Vicente

Diretora de Administração e Finanças: Germana McGregor

Diretora de Comunicação, Cultura e Eventos: Samira de Castro

Diretor de Ação Sindical: Mirton Peixoto

Diretor de Direitos Humanos: Julyta Albuquerque

Diretor de Segurança e Defesa do Exercício Profissional: Evilázio Bezerra

Diretor Jurídico e Previdenciário: Nathan Camelo

Diretor Executivo: Francisco Ferreira (Gatto)

Diretor Executivo: Francisco Souza

Diretor Executivo: Emanuel Carlos

 

Conselho Fiscal

Dediane Souza

Humberto Simão

Claudiane Lopes

Suplente: Mariana Cunha

 

Delegados da FENAJ

Déborah Lima

Polianna Uchoa

Suplente: Washington Feitosa

 

Delegados Regionais do Cariri

Elizangela Santos

Suplente: Kennedy Saldanha

 

Comissão de Ética

Conceição Rodrigues

Telma Costa

Iracema Sales

Paulo Rogério

Ivan Moura

 

Processo eleitoral

A eleição contará com três urnas fixas, sendo uma na sede do Sindjorce, uma no Grupo O Povo de Comunicação e uma terceira no Sistema Verdes Mares. Outras três urnas serão volantes, sendo duas em Fortaleza e uma última na Região do Cariri.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *