Caso Henry: Monique e Dr. Jairinho são indiciados por homicídio duplamente qualificado

Monique Medeiros e o vereador Dr. Jairinho, respectivamente mãe e padrasto do menino Henry Borel, de 4 anos, foram indiciados pela 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, por homicídio duplamente qualificado (emprego de tortura e impossibilidade de defesa da vítima).

O inquérito pela morte da criança foi concluído nesta segunda-feira (3) pela Polícia Civil.

Dr. Jairinho vai responder, ainda, por dois crimes de torturas, ambas em fevereiro, e Monique por tortura por omissão, no dia 12 de fevereiro.

Conforme apontam as investigações, o menino estava sendo torturado, enquanto a mãe estava em um salão de beleza. Na oportunidade, mesmo sendo informada pela babá por mensagens, Monique levou quase três horas para voltar para casa de um shopping que fica a 5 minutos de carro do condomínio estavam Henry e Jairinho.

O inquérito já foi encaminhado ao Ministério Público (MP) pelo delegado Henrique Damasceno. O promotor Marcos Kac decidirá se denuncia o casal pelos mesmos crimes ou não.

 

*Folhapress




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *