CAF aprova US$ 176 milhões para evitar inundações e melhorar a mobilidade urbana no Brasil

O CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina – aprovou hoje dois empréstimos em favor do Brasil, no valor de US$ 176 milhões. O primeiro, de US$ 96 milhões, contribuirá para melhorar os sistemas de drenagem e controle de inundações na bacia do rio Baquirivu-Guaçu e promoverá a conectividade rodoviária e a mobilidade urbana no município de Guarulhos. O segundo, de US$ 80 milhões, será usado para reduzir o risco de inundações, melhorar a mobilidade, a infraestrutura urbana e a gestão de resíduos sólidos no município de Juazeiro do Norte.

O programa do município de Guarulhos beneficiará, diretamente, cerca de 326 mil moradores dos bairros Bonsucesso, Taboão, São João, Presidente Dutra, Cecap, Lavras, Sadokim, Várzea do Palácio e Aracilia e, indiretamente, 1,3 milhão de habitantes. Com os recursos de financiamento do CAF, estão previstas obras de canalização aberta ao longo do rio Baquirivu-Guaçu, expansão de pontes, construção de reservatórios de água, parques, quadras poliesportivas, ciclovias, corredores rodoviários, entre outros.

O segundo empréstimo, destinado ao Programa de Saneamento e Infraestrutura Urbana de Juazeiro do Norte, contempla obras de drenagem urbana, gestão de resíduos sólidos, infraestrutura urbana e social e mobilidade urbana, e estima-se que beneficiará diretamente 134 mil habitantes e, de forma indireta, 274 mil pessoas de Juazeiro do Norte.

“Esses dois empréstimos visam promover um desenvolvimento econômico abrangente, que inclua todas as regiões do Brasil e contribua para melhorar a prestação de serviços públicos de qualidade para os setores mais vulneráveis. Nesse sentido, melhorar a infraestrutura é crucial para evitar os efeitos das inundações, promover maior eficiência na mobilidade e, finalmente, contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas “, afirmou Luis Carranza, presidente executivo do CAF .

Entre 2009 e 2019, o CAF aprovou 35 operações para 26 municípios brasileiros, num montante total de cerca US$ 2,3 bilhões. A demanda por financiamento de programas e projetos pelos municípios vem crescendo e alcançando uma média de 6 operações por ano.

O CAF -banco de desenvolvimento da América Latina- tem como missão impulsionar o desenvolvimento sustentável e a integração regional mediante o financiamento de projetos dos setores público e privado, além do oferecimento de cooperação técnica e outros serviços especializados. Constituído em 1970 e composto atualmente por 19 países – 17 da América Latina e Caribe, junto a Espanha e Portugal – e 13 bancos privados, é uma das principais fontes de financiamento multilateral e um importante gerador de conhecimento para a região.

Colaborou:  Maysa Provedello (foto:Roberto Crispim)




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *