Após postar vídeo que chama PSL e STF de inimigos, Bolsonaro apaga conteúdo

O perfil oficial do presidente Jair Bolsonaro exibiu durante cerca de duas horas, na tarde desta segunda-feira (28/10), um vídeo que retrata o chefe do Executivo como um leão sendo atacado por hienas na savana.

Cada hiena que cerca o leão ganha o logotipo de alguma empresa, movimento social ou instituição que, segundo os autores do vídeo (não identificados), estão contra Bolsonaro.

Entre esses inimigos, aparecem partidos políticos como o PT, o PCdoB e o próprio PSL, do qual Bolsonaro faz parte. Também aparecem sobre as hienas os logotipos do STF, da OAB e da ONU; de movimentos de espectro político bem variados, como MST e MBL; veículos de comunicação; e causas sociais, como o feminismo.

O vídeo, então, mostra um segundo leão, identificado como “conservador patriota”, chegando para ajudar o leão alvo das hienas, que, nesse momento fogem. Surge, então a mensagem: “Vamos apoiar o presidente até o fim! E não atacá-lo. Já tem a oposição para fazer isso!”

O vídeo foi postado com a seguinte mensagem:

“- Chile, Argentina, Bolívia, Peru, Equador….. – Mais que a vida, a nossa LIBERDADE. – Brasil acima de tudo! – Deus acima de todos!”

Nos países mencionados, ou a esquerda tem assumido ou se mantido no poder, ou governos à direita enfrentam sérias crises.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *