Apesar de impasse judicial, Bolsonaro insiste em “puxadinho” para Regina Duarte na Cinemateca

O secretário especial da Cultura, Mário Frias, afirmou nesta segunda-feira (27), que o presidente Jair Bolsonaro ainda não desistiu de criar um posto específico para a ex-secretária Regina Duarte, desempregada desde que deixou o governo, em maio, e renunciou ao contrato vitalício com a Rede Globo.

“A Regina é um ícone que faz parte da nossa história, merece todo o respeito. É um pedido pessoal do presidente da República. Existe, sim, a possibilidade de ser criada uma secretaria para ela cuidar da Cinemateca e ela vai ser tratada com toda dignidade que merece. Assim que o imbróglio jurídico se resolver, a Regina Duarte vai ter um lugar de destaque na Cinemateca”, disse Frias em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Ao comentar sobre o problema judicial, Frias revelou que a secretaria chegou a mandar “um corpo técnico para uma visita e avaliação de inventário, para averiguar as necessidades emergenciais”, mas foi impedida de entrar. “Fizemos um boletim de ocorrência porque não podem impedir, pois é patrimônio do brasileiro e responsabilidade nossa cuidar. Hoje estou aguardando um parecer jurídico, com toda vontade do mundo de fazer o bem”, declarou.

“Juridicamente a gente não pode intervir nesse momento enquanto não há uma solução”, disse ainda.

 

*Com informações do Uol




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *