Agosto Dourado: no mês dedicado ao aleitamento materno, Sesa reforça o valor do leite humano

No mês dedicado à conscientização sobre o aleitamento materno, que ganha a cor dourada neste agosto, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) reforça ações sobre a importância da amamentação. Por meio da Semana Mundial de Aleitamento Materno, realizada de 1º a 7 deste mês com o tema “Proteger a amamentação: uma responsabilidade de todos”, a iniciativa busca envolver a sociedade e compartilhar a importância do ato que significa mais do que nutrição para o bebê; o gesto cria vínculo entre as mães e os pequenos.

No Ceará, cuja campanha será de 1º a 30 de agosto, uma rede com nove bancos de leite humano e postos de coleta atua para a promoção e apoio ao aleitamento. Em cada hospital da Rede Sesa, uma programação especial vai envolver profissionais, gestantes, mães e doadoras de leite como ação de reforço à importância do aleitamento materno e doação do alimento.

Coordenadora do Banco de Leite do Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), referência no Ceará, Rejane Santana sublinha a ideia de estabelecer, de forma concreta, uma rede de apoio à amamentação, que funciona como um suporte às mães. “A sociedade precisa apoiar a amamentação para que a mulher, mesmo trabalhando, possa continuar oferecendo leite materno, alimentando seu filho. As pessoas devem favorecer [o ato] para que as mães tenham o direito de amamentar”, pontua.

A assistente social Gilmara Tavares recebeu apoio quando necessitou. Benjamin, seu primeiro filho, teve uma hipoglicemia porque não pegava bem o peito da mãe e precisou ser internado. Após a alta do primogênito, ela foi atendida e recebeu as orientações sobre amamentação no banco de leite da unidade. Desde então, Tavares passou também a ser doadora. Com o nascimento da filha Lia, de três meses, a assistente social retornou às doações. “Quando estava gestante da Lia, eu já sonhava em doar”, lembra.

Aleitamento
A importância do aleitamento está relacionada com toda estrutura montada para favorecer a amamentação e a oferta de leite humano. Informações que devem ser repassadas à gestante do pré-natal ao pós-parto. Daí a necessidade de todos estarem envolvidos, especialmente a família, os profissionais de saúde e os centros de apoio, como bancos de leite humano e postos de coleta.

Profissionais de saúde, familiares e centros de apoio, como bancos de leite humano e postos de coleta, devem estar envolvidos para favorecer o aleitamento materno

“Os hospitais, independentemente de ser público ou privado, têm que ter uma rede de apoio, ter um treinamento sobre a postura do profissional de saúde sobre aleitamento materno. Entra também a sociedade, os locais onde as mães fazem pré-natal, clínicas, postos de saúde, empresas. Todos devem estar envolvidos”, ressalta Rejane Santana.

A Semana Mundial de Aleitamento Materno é uma promoção da Aliança Mundial para Ação de Aleitamento Materno (WABA, na sigla em inglês). São desenvolvidas ações voltadas para promover, apoiar e favorecer a amamentação e o leite materno como alimento completo para o bebê.

Mais informações: Doe Leite Humano

 

*ASCOM




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *