Saiba o que fazer para tratar e controlar a oleosidade da pele no calor

Ela passa pelo inverno sem dar muitos sinais, mas quando chega a primavera e o verão, a oleosidade apronta muito com a pele e, juntamente com ela, vem o aspecto congesto e o brilho excessivo.

“O calor estimula as glândulas sebáceas e, como estamos em um país tropical, temos esse reflexo em grande parte da população. Além disso, muitas vezes o uso de produtos que secam demais a pele provocam um efeito rebote, ou seja, a oleosidade e até a acne podem voltar pior”, explica o dermatologista Jardis Volpe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Por isso, é necessário seguir um ritual completo de beleza a fim de controlar o brilho excessivo. Veja abaixo como fazer isso:

LIMPEZA

Comece o seu ritual pela limpeza em profundidade dos poros. “Podemos lavar a pele com sabonetes que contenham ácidos, como o glícólico ou salicílico, que ajudam a esfoliá-la, retirando principalmente o excesso de oleosidade”, explica. Extratos vegetais como o de calêndula também podem ser usados. A limpeza é restringida a duas vezes ao dia, o produto não pode ser muito agressivo (abrasivo), para não retirar a barreira protetora da pele e estimular o efeito rebote. “Cuidado para não entrar num ciclo vicioso de desequilíbrio e compensação”, diz o médico.

ESFOLIAÇÃO

Essa etapa deve acontecer duas vezes por semana com o uso de esfoliantes naturais como a seda do arroz ou semente de apricot. “Produtos muito abrasivos e com microplásticos podem também remover demais a barreira protetora da pele.” A esfoliação é feita à noite e não ultrapasse a orientação de duas vezes por semana.

TONIFICAÇÃO

“Logo após o sabonete, usar um tônico adstringente com ativos secativos e bactericidas e que contenham álcool em pequena dose. O tônico regula o pH, promove limpeza profunda dos poros e ajuda na penetração de ativos dos cosméticos posteriores”, explica.

HIDRATAÇÃO

Equilíbrio. Esse é o segredo do controle da oleosidade. A pele oleosa é rica em óleo, mas pobre em água. Então o que você deve fazer? Investir em hidratantes oil-free, texturas em gel ou sérum e ativos que estimulem a hidratação natural. “A hidratação é fundamental para evitar o efeito rebote”, explica o médico. Substâncias como Hyaxel, um ácido hialurônico de baixo peso molecular, podem ser usadas, pois o ativo estimula a auto-hidratação.

FOTOPROTEÇÃO

Se estamos falando do período da manhã (e isso vale para o ano todo), a fotoproteção é obrigatória, mesmo que seja difícil encontrar um produto adequado para sua pele. “Esses produtos precisam ser específicos para peles oleosas e acneicas, podendo conter ativos controladores da oleosidade e devem ter toque seco. Orienta-se o uso de FPS de no mínimo 30 e a reaplicação a cada duas horas em exposição direta”, diz.

CUIDADOS EXTRAS PARA ACNE

Se a sua pele é oleosa e vez ou outra aparece uma espinha, você pode usar gelo, desde que essa espinha seja única. “Se estamos falando de uma espinha isolada, daquelas internas ou vermelhas, sem a famosa coloração amarelada (nesse caso, chamamos de pústulas), para uma emergência podemos utilizar aplicação de gelo envolto em um tecido ou bolsas pequenas de gelo, por alguns minutos. O gelo é anti-inflamatório e faz desinchar a espinha rapidamente. Logo após, pode-se aplicar um creme com ácido salícilico ou peróxido de benzoíla”, afirma o médico. Mas se a sua pele tem espinhas inflamadas, o creme secativo deve atuar rapidamente e ter baixo grau de irritação, com ativos como enxofre, melaleuca, ácido salicílico e medicamentos como o peróxido de benzoíla.

 

*Notícias ao Minuto




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *