“Minha voz uso pra dizer o que se cala”, canta Elza Soares em clipe

Elza Soares acaba de divulgar o clipe de O Que Se Cala. A canção, que abre o mais recente álbum da cantora, Deus É Mulher, dá o tom político do trabalho da artista veterana.

Com direção de Ana Julia Travia e Cesar Gananian, o vídeo foi disponibilizado no YouTube na quarta-feira (10).

A produção, que explora o conceito de lugar de fala — termo usado para discutir o lugar social de onde cada indivíduo se apresenta no mundo —, abre espaço para grupos sociais historicamente reprimidos.

No vídeo, Elza aparece guiando o próprio microfone. A partir desse lugar, que a cantora afirma ser a posição de onde expressa suas visões políticas e sociais, ela canta: “Minha voz uso para dizer o que se cala. O meu país é o meu lugar de fala”.

Em publicação no Instagram, a cantora comenta que a música tem por objetivo explorar temáticas e denúncias políticas que são caladas por interesses pessoais. “É um grito de liberdade”, diz a artista de 87 anos.

Elza Soares lançou o álbum Deus É Mulher, 33º da carreira, em maio de 2018. Com 11 faixas inéditas, o disco aborda temas que permanecem atuais no Brasil: o preconceito racial, a corrupção, a violência doméstica e o machismo.

Leia também: Especial ‘Fino da Bossa’ emociona como aula de MPB

O trabalho contou com algumas participações especiais, como do grupo Ilú Obá de Min, na percussão e vozes de Dentro de Cada Um, parceria entre Luciano Mello e Pedro Loureiro, e Banho, de Tulipa Ruiz.

Confira o clipe de O Que Se Cala:

 

*Portal R7

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *